Você sabe tudo sobre controle de finanças?

Por blogicatu

Saber quanto você gasta e quanto pode gastar é uma das coisas que fazemos quando temos um bom controle de finanças. Infelizmente, sem um bom controle financeiro os sonhos não se realizam, as contas não são pagas e o seu nível de estresse e ansiedade pode aumentar.

O controle é um ensinamento básico de como cuidar bem do dinheiro que você ganha com tanto esforço. Na teoria, gastar menos do que ganha parece fácil, o problema é praticar isso.

Pensando nessa questão, selecionamos as principais dicas de controle de finanças para que você o faça da melhor maneira.

Quer saber como ter ou como melhorar o seu controle financeiro? Acompanhe o artigo!

O que é controle de finanças?

Controle de finanças é um método com o qual você lida com o seu dinheiro. Saber exatamente quanto ganha, quanto você gasta, os custos que podem ser reduzidos e como fazer o dinheiro sobrar depois que o mês acaba são algumas coisas necessárias para ter o controle de finanças e, é claro, alcançar a independência financeira.

Controle de finanças é o mesmo que economizar?

Muitas pessoas confundem o controle de finanças com o fato de economizar sem parar. Na verdade, uma coisa pode sim levar a outra, mas não é uma regra. Você pode controlar suas finanças e, com isso, reservar um dinheiro para aproveitar seus fins de semana sem precisar economizar o tempo todo.

Lembre-se que controlar o seu dinheiro é fundamental para que você não deixe de viver. Assim, você pode curtir ainda mais sua família e amigos, sem que você precise economizar nos presentes ou nos jantares, por exemplo.

No entanto, o controle  nem sempre é fácil. Por isso, selecionamos 5 dicas de controle de finanças para que você aprenda tudo sobre esse tipo de planejamento.

Livre-se das dívidas

A primeira dica de controle de finanças é se livrar das dívidas. Empréstimos e cartões de crédito, quando atrasados, podem acabar com qualquer controle financeiro.

Os juros se multiplicam e fica difícil sobrar algo no final do mês para guardar. Renegociar e parcelar essas dívidas são boas ideias para, finalmente, ter controle sobre a sua vida financeira.

Para isso, o melhor a fazer é listar todas as suas dívidas e priorizar aquelas que possuem maiores juros, como as de cartão de crédito e as do cheque especial.

Saiba qual é a sua renda

Uma outra ótima dica de controle de finanças é entender exatamente o que entra e o que sai do seu salário. Quem ganha todo o mês o mesmo valor tem maior facilidade em se organizar financeiramente. Porém, quem tem renda variável (é autônomo ou ganha por produção, por exemplo) enfrenta algumas dificuldades em saber quanto ganha por mês de fato.

Além disso, é preciso saber o que realmente vai para o seu bolso, ou seja, quanto você ganha depois que paga todos os gastos fixos. Para saber qual é de fato a sua renda mensal, tire todos os custos e gastos mensais do que recebe e só assim saberá com qual dinheiro pode se planejar.

Conheça os seus gastos

Além de saber da quantia que entra, você precisa saber os valores que são gastos. Quanto você gasta com cada uma das suas despesas? Qual os seus gastos variáveis? Quanto você gasta com saídas nos finais de semana, viagens fora de hora, festas, jantares em restaurantes? É necessário conhecer todas essas informações.

Mas, como saber disso? Para anotar seus gastos você pode ter uma planilha de orçamento ou utilizar um aplicativo, uma planilha no excel, bloco de notas do celular ou, claro, utilizar planilha de controle de gastos que a Icatu te oferece.

Porém, não se trata apenas de anotar, essas anotações vão servir para que, no futuro, você tenha uma ideia de quanto gasta com cada coisa.

Por exemplo, quanto você gasta com lazer? Com as contas da casa? Com roupas? Dessa maneira, fica bem mais fácil fazer um controle de finanças e estabelecer limites.

É interessante também anotar os gastos por grupos. Por exemplo, crie 3 grupos grandes:

  • Gastos essenciais;
  • Gastos não essenciais;
  • Investimentos.

Depois, dentro de cada um, crie grupos menores:

  • Gastos essenciais:

– Aluguel;

– Conta de água;

– Luz;

– Internet;

– Supermercado.

  • Gastos não essenciais:

– Salão de cabeleireiro;

– Manicure;

– Barbearia.

Lembre-se, quem decide o que é essencial ou não é você.

Use melhor seu cartão de crédito

Para algumas pessoas, o cartão de crédito é um verdadeiro vilão. Quem pensa assim geralmente são pessoas que não sabem muito bem como usá-lo.

O cartão de crédito, na teoria, deve ser usado para uma situação emergencial, mas não é sempre assim que funciona. No entanto, se você sabe bem sobre seu planejamento financeiro não terá problema com isso.

Para quem não tem muito controle sobre as finanças é mais interessante comprar à vista. Mas, se caso você precisar usar o cartão, tente não fazer muitos parcelamentos, pois isso dificulta a sua organização financeira. Essa é uma dica de controle finanças muito válida.

Limite os seus gastos do dia a dia

Uma ótima dica de controle de finanças familiar ou pessoal é estabelecer quanto você vai gastar com cada área da sua vida. Suponhamos que você ganhe R$ 4 mil por mês, a partir disso, faça a seguinte simulação:

  • 35% para gastos fixos (Aluguel, internet, celular, gás e energia), ou seja, R$ 1.400,00
  • 10% para o lazer, ou seja, R$ 400;
  • 20% para supermercado, ou seja, R$ 800;
  • 5% com roupas e acessórios, ou seja, R$ 200;
  • 3% com salão ou barbearia, ou seja, R$ 120.

Ainda sobram R$ 1.080,00 para outras despesas ou para investir o dinheiro, seja para formar a sua reserva de emergência ou para investir na previdência privada.
Você também pode seguir a regra 50, 30, 20, na qual 50% é para as despesas fixas, 30% para o lazer e 20% para investir. Com esse pequeno hábito você terá um maior controle financeiro e poderá aproveitar ainda mais o seu dinheiro.

Você tem outra dica de controle de finanças? Compartilhe com a gente nos comentários!

Publicado por blogicatu

Deixe seu comentário