Expert XP: “Estamos atravessando a pandemia com o dever de casa feito”

Por Giselle Vasconcelos

Luciana Bastos, Diretora de produtos Vida

Nossa diretora de produtos de vida, Luciana Bastos, foi uma das convidadas do Expert 2020, um dos maiores eventos de investimento do mundo, promovido pela XP Investimentos. A executiva falou sobre a importância do seguro de vida como ferramenta de planejamento familiar e sobre como a empresa vem enfrentando os desafios dos novos tempos.

Luciana começou o encontro falando sobre o momento disruptivo provocado pela pandemia. Ela lembrou que, há exatamente um ano, escreveu um artigo para o Valor cujo tema era o seguro de vida em um ambiente de mudanças constantes. “Quem poderia imaginar que um ano depois estaríamos numa situação ainda mais ‘VUCA’?”, perguntou ela, utilizando uma expressão em inglês que designa o ambiente Volátil, incerto (Uncertain), Complexo e Ambíguo do mundo atual. A diretora destacou também a capacidade de o mercado responder aos novos tempos: “Todas as seguradoras conseguiram se adaptar com muita rapidez, o que demonstra nosso compromisso com as pessoas”.

Durante o evento, a executiva chamou a atenção para o aumento do número de cotações de seguro de vida, tanto na Icatu como no mercado. Para ela, a nova realidade mexeu com o comportamento humano, com as prioridades, com as relações afetivas, e as pessoas estão mais preocupadas com a saúde e a proteção da família: “Nos demos conta de nossa vulnerabilidade. Ninguém acorda querendo comprar um seguro, até ser despertado por um ‘gatilho emocional” como esse, disse.

Nesse sentido, a diretora citou o Laboratório de Inovação da Icatu. Por meio de pesquisas de comportamento, a companhia avalia quais são os gatilhos emocionais que impulsionam a contratação de um seguro. Os motivos podem estar no estilo de vida, na proximidade com alguém que tenha vivido uma experiência com o produto, porque se encaixa no planejamento financeiro, porque a pessoa leva uma vida um pouco mais arriscada… Mas há também os que acham que isso nunca vai acontecer com eles, ou que consideram o assunto um tabu. Entretanto, o ano de 2020 acelerou as mudanças. “Eu tenho certeza de que, depois da pandemia, o cenário será outro”, disse ela. “O seguro de vida está no contexto do planejamento financeiro”, afirmou.

Segundo Luciana, a Icatu está atravessando esse momento desafiador de uma forma atenta, mas com a convicção do “dever de casa” feito. “Em 2019 reformulamos toda a grade de produtos de seguros vida, seja individual ou PME (pequenas e médias empresas)”, disse ela. “No ano passado lançamos o Equilíbrio, um produto inovador, inspirado no Universal Life dos EUA, que tem flexibilidade de aportes, de resgates e permite a interrupção de contribuição”, lembrou. Além disso, cerca de 60% das aceitações dos contratos já acontecem de forma automática. O autosserviço também é uma realidade na Icatu. Mas, lembra ela, esse dever de casa não aconteceu em um ou dois meses. “São anos de investimento, é um trabalho no presente com um olhar no futuro”, pontuou.

Muita gente acha que seguro de vida é só cobertura de morte. Entretanto, Luciana ressaltou que 25% de todas as coberturas disponíveis no mercado são para uso em vida. “Num diagnóstico de doença grave, por exemplo, o valor da indenização pode ser um divisor de águas. Você pode ter acesso a um tipo de cirurgia que o plano de saúde não cobre”, lembrou. “Em geral, as pessoas pensam que isso nunca vai acontecer com elas. Mas, quando acontece, são tantas questões a serem superadas que não precisar se preocupar com a parte financeira é um alento. Esse é nosso papel social na economia”, finalizou a diretora de produtos.

A live com Luciana Bastos aconteceu durante o Expert XP 2020 e foi transmitida no dia 15 de julho, num encontro com representantes de outras seguradoras e da XP Investimentos. O Expert XP reúne anualmente grandes nomes dos mercados nacional e internacional para palestras sobre empreendedorismo, economia, política etc. O evento online é patrocinado pela Icatu e outras empresas do mercado.

Publicado por Giselle Vasconcelos

Deixe seu comentário