Conheça a Adam Capital - Blog Icatu Seguros

Conheça a Adam Capital

Conheça a Adam Capital

Por blogicatu

Para ajudar você na hora de escolher entre nossas diversas opções de fundos de previdência para planejar o seu futuro, vamos conhecer de perto mais uma gestora parceira da Icatu. O entrevistado da vez é Marcio Appel, um dos fundadores da Adam Capital.

À primeira vista, a fórmula da gestora para o fundo lançado há quatro anos com a Icatu parece simples: diversificar e investir em ativos que se mostrem vencedores no longo prazo. Mas não se engane: há uma série de detalhes que fazem da Adam Capital uma das casas de maior êxito do país quando o assunto é fundo multimercado.

Foi o que ficou claro nessa entrevista. Com passagens pelo extinto banco Bozano Simonsen, Santander e Safra, Appel criou a gestora em 2016, junto com outros sete sócios – o nome é uma homenagem a seu avô, seu principal incentivador.

Para investimentos de longo prazo

Já em seu primeiro ano de existência, a Adam lançou um fundo de previdência privada, o Adam Icatu Previdenciário. O produto, que pode receber investimentos de quem tem um VGBL ou PGBL, é um multimercado – portanto, tem perfil de risco arrojado.

A carteira pode ser formada por diversos ativos, como títulos de dívida pública com juros pré e pós-fixados, derivativos, entre outros. São feitos inclusive investimentos no exterior.

Um dos mais notórios clientes do Adam Icatu é o próprio Appel: “Como trabalhei no mercado financeiro, eu já tinha um fundo de previdência meu. Então, o fundo da Adam nasce desse dinheiro. Um dinheiro não só meu, mas também de sócios. É um produto que nasce da nossa necessidade de fazer a gestão desses recursos. Esse talvez seja um caso ímpar no mercado: o próprio gestor tem dinheiro investido no seu fundo de previdência”.

Uma das principais características de um multimercado é o fato de os ativos que o formam serem bem diversificados.

“É um fundo de previdência que, de fato, diversifica a alocação dos clientes. É uma alocação que ajuda muito quem quer construir patrimônio no longo prazo.”

Marcio Appel

Desde a sua criação, de 2016 até janeiro deste ano, o fundo de previdência complementar acumula alta de 64,31% – seu benchmark: o CDI, rendeu 36,11% no mesmo período.

Tolerância a riscos maior

A decisão de investimento em um ativo é tomada após a criação do que o mercado financeiro chama de “tese de investimento”, um argumento usado para fundamentar a escolha de uma aplicação em detrimento de outra. Uma tese é formada pelos indicadores que justificam a decisão por um ativo.

No caso do fundo Adam Icatu Previdenciário, essas teses são provadas inúmeras vezes, mesmo em momentos de turbulência do mercado. “Por ser um produto de longo prazo, ele tem tolerância de stop mais ampla que outros produtos de multimercado. Então, várias teses que a gente ‘stopou’ no passado por estarem voláteis, a gente não ‘stopou’ no fundo de previdência, e essas teses se mostraram vencedoras”, explicou Appel.

Você certamente deve ter entendido, porque o termo é autoexplicativo, mas mesmo assim vale a pena dar mais detalhes. No mercado financeiro, “stop” quer dizer interromper um investimento que está dando prejuízo antes que este aumente e cause perdas significativas para a carteira.

O fundo de previdência da Adam tem “stop mais largo”, o que quer dizer que o produto tem tolerância a risco maior. Appel contou como isso funciona: “Nesse caso, o gestor dá mais chances para a tese se mostrar vencedora no longo prazo. Essa estratégia está alinhada ao fato de que esse dinheiro é de previdência, é para a aposentadoria”.

Ele continuou: “Em 2018, por exemplo, ano de eleições brasileiras, tivemos vários ‘ruídos’ de curto prazo. Mas as teses se mostraram vencedoras depois que a turbulência passou. O histórico de longo prazo desse fundo é impecável, espetacular.”

Juros versus Ações

Durante a entrevista, Appel afirmou que historicamente a bolsa brasileira não entrega boa rentabilidade. Portanto, quem está investindo para o longo prazo, como os clientes de previdência, deveriam apostar na diversificação.

“A bolsa brasileira, no longo prazo, não ganha dos juros. Você diz: ‘Ah, vou comprar ações brasileiras e esperar vinte anos para ver o que acontece.’ A história mostra que essa não é uma boa estratégia. Por isso, acho que o multimercado é o caminho correto para você ter o seu dinheiro de previdência alocado”, aconselhou.

Então, deveríamos investir apenas em juros? Não é bem assim. Volte duas casas (ou parágrafos) e leia novamente o conselho de Appel: devemos diversificar.

Na conversa, ele recordou o movimento recente de redução da taxa Selic – em agosto de 2020, a taxa de juros básica chegou a 2% ao ano, o menor patamar desde o início da série histórica, que iniciou em 1996.

“Quando a taxa de juros caiu, nós tínhamos clientes de fundos que não conseguiam mais pagar suas contas por causa da redução da taxa Selic. Não tinha mais aquela renda que a pessoa achava que era perpétua. Então, mesmo com a taxa de juros mais alta, como vemos hoje, é importante buscar uma diversificação na carteira”, reforçou.

Gênesis – ou como tudo começou

A Adam Capital foi criada por Appel e mais outros sócios, todos com mais de 20 anos de experiência no mercado financeiro.

Como se fosse um foguete, rapidamente a gestora foi alçada ao topo: em poucos meses, já havia se tornado a maior gestora independente de fundos multimercado do Brasil.

Para explicar como isso aconteceu, precisamos voltar às eleições norte-americanas daquele ano, quando o republicano Donald Trump foi eleito, surpreendendo o mercado financeiro e até mesmo os institutos de pesquisa.

A gestora havia apostado na queda do peso mexicano após a eleição nos Estados Unidos. A moeda caiu, e a Adam Capital se tornou uma sensação, fazendo com que os fundos multimercado ganhassem maior protagonismo entre os investidores.

Naquele ano, seu fundo multimercado Adam Advanced rendeu 28,97%, enquanto o CDI, seu benchmark, avançou 9,26%.

A gestora é adepta da análise fundamentalista. Isto é, antes de qualquer decisão ser tomada, a empresa ou o ativo que pode vir a receber investimentos é objetivamente analisado, assim como o cenário político e econômico global. “Na hora de decidir onde investir, todo mundo participa das discussões, justamente para a gente conseguir equilibrar”, contou.

Desde criança, o sonho de Appel era trabalhar na Nasa, a agência espacial norte-americana. Talvez por isso ele tenha se tornado engenheiro eletrônico, após estudar no Instituto Tecnológico de Aeronáutica, o ITA.

Enquanto falava orgulhoso das façanhas de seu “foguete” nos últimos cinco anos, pedimos para o fundador da Adam definir em poucas palavras o fundo de previdência em parceria com a Icatu. “Eu diria que o produto permite um ganho de capital significativo no longo prazo sem correr riscos significativos no curto prazo.” Mais sucinto, impossível.

Saiba mais sobre a Adam Capital. Acesse aqui.

Gostou de aprender sobre quem investe o seu dinheiro? Que tal conferir mais entrevistas com as nossas gestoras:

Publicado por blogicatu

Deixe seu comentário

-->