Como a previdência privada pode ajudar os profissionais liberais

Por Diana Dantas

Você precisa de um Plano de Previdência? Confira no vídeo abaixo:

 

Existem muitas pessoas que não conseguem se restringir a um ambiente de trabalho fechado e precisam conseguir uma forma de exercer a sua profissão sem comprometer sua vida profissional e financeira. Por isso, surgiram os profissionais liberais.

No artigo abaixo, você confere as vantagens de ser um profissional liberal e como a Previdência Privada pode ser uma boa opção para as pessoas que optam por esse estilo de trabalho.

O que são profissionais liberais?

Os profissionais liberais são aqueles que possuem liberdade e têm, acima de tudo, flexibilidade para fazer o seu trabalho. Esse tipo de profissional precisa ter formação universitária ou técnica para poder exercer a sua função por conta própria.

Vantagens em ser um profissional liberal

As principais vantagens dos profissionais liberais são:

  • Não precisar obedecer uma figura superior, ou seja, não possuir um chefe;
  • Fazer o seu próprio horário, não precisando, necessariamente, cumprir uma jornada de trabalho;
  • Com esse horário flexível se torna possível administrar o tempo livre e conciliar as atividades físicas, de lazer e momentos em família;
  • Possibilidade de aumentar a sua renda, já que dependendo da produtividade, você poderia ganhar mais do que trabalhando em regime CLT.

Desvantagens em ser um profissional liberal

Porém, todas as coisas possuem lados positivos e negativos, por isso, vamos mostrar as principais desvantagens em ser um dos profissionais liberais, confira abaixo:

  • Esse tipo de profissional não possui renda fixa, o que pode dificultar a organização do orçamento;
  • Caso um profissional liberal sofra com algum imprevisto, como por exemplo, um acidente ou doença grave, não possui estabilidade por falta de uma previdência e pode ter dificuldades em manter as despesas em dia;
  • Precisar se preocupar em adquirir conhecimentos sobre as leis e exigências para exercer a sua profissão.

O que a legislação brasileira diz sobre os profissionais liberais?

A Constituição Brasileira faz a regularização de uma profissão e permite também que os profissionais as exerçam.

Quando uma profissão é regulamentada são feitos os próprios regulamentos e regras, sendo essas normas que autorizam que o profissional com aquela determinada formação escolha entre ser empregado ou trabalhar por conta própria.

Os profissionais liberais são regulamentados pela Constituição, ou seja, podem exercer a profissão e devem seguir as normas e regras determinadas no regulamento desta categoria de profissionais.

Diferenças entre profissionais liberais e profissionais autônomos?

Existem algumas diferenças entre esses profissionais e vamos falar sobre elas, acompanhe abaixo:

  • Os profissionais autônomos não precisam, obrigatoriamente, ter formação universitária ou técnica;
  • Os profissionais liberais, por outro lado, necessitam de formação para exercer a profissão de maneira liberal;
  • Os profissionais liberais prestam serviço com frequência e possuem vínculo empregatício;
  • Os autônomos não possuem vínculo empregatício e realizam trabalhos de vez em quando ou com uma frequência não tão regular;

Em uma visão geral, os profissionais liberais possuem maior estabilidade do que os autônomos, dado que os autônomos se resumem como “seu próprio patrão”.

Apesar das vantagens de serem livres em questão de horários, locais de trabalho e formas de pagamento, os  profissionais liberais não costumam ter nenhum tipo de direito assegurado nem a garantia de salário fixo no fim do mês. Há períodos melhores e outros piores.

Como a preocupação é sempre de curto prazo – “como pagar as contas que estão para vencer?” -, o planejamento da aposentadoria fica, na maioria das vezes, em segundo plano.

Por isso, ao chegar com a idade mínima para se aposentar, diversos pensionistas precisam trabalhar as mesmas horas da vida ativa, porque não possuem uma renda complementar para manter o mesmo padrão de vida.

Muitos, apesar de apresentarem algum tipo de doença, não podem se dar ao luxo de parar. Já aqueles que gozam de mais saúde se vêem impossibilitados de aproveitar o que a “melhor idade” tem a oferecer.

A importância da Previdência Privada para esses profissionais

Sabe aquele projeto de ganhar na loteria? Não é projeto, é apenas um sonho. Mas, talvez, com planejamento, poupança e investimento em Previdência Privada, esse desejo possa ser realizado sem precisar acertar seis números.

Dessa forma, você poderia diminuir as horas ou, até mesmo, deixar de trabalhar completamente. Aproveitar para viajar, curtir filhos e netos, ter uma casinha de campo ou passar a se dedicar a um hobbie.

Os planos de previdência privada aberta, PGBL e VGBL, podem ser uma alternativa de renda complementar a sua. As vantagens são inúmeras, a começar pelo fato de que ela é flexível como os pagamentos de um profissional liberal. As contribuições podem ser feitas da maneira mais adequada para o contratante: um montante único, depósitos mensais ou eventuais.

Também não é necessário esperar a idade mínima para sacar o dinheiro. Caso esteja em um período de dificuldade ou, simplesmente, queira realizar um sonho de consumo, a previdência privada também pode ser utilizada. Dependendo do plano ou da renda do contribuinte ainda é possível obter benefícios fiscais.

O PGBL, ou Plano Gerador de Benefício Livre, é indicado aos que optam pelo formulário completo na hora da declaração anual do Imposto de Renda. Para essas pessoas, o plano apresenta a enorme vantagem de deduzir até 12% da renda bruta anual tributável. Na hora do saque do dinheiro, o imposto incide sobre o valor total do resgate.

Mais do que qualquer outro tipo de profissional, os liberais são os que mais precisam se planejar e se preocupar com o dia de amanhã.

Por que investir na Previdência Privada?

Como já evidenciado, esse tipo de investimento é o ideal para os profissionais liberais, já que, esses trabalhadores não possuem renda fixa e, consequentemente, não consegue fazer planos financeiros a longo prazo.

 

Fonte

Segundo uma pesquisa do G1, em 2016, cerca de 46% dos aposentados disseram que a principal razão para continuar trabalhando é pelo fato de sua renda ser insuficiente. Isso quer dizer que as pessoas estão mais preocupadas com o salário do que com o seu próprio bem-estar. No entanto, com a Previdência Privada, você pode se preocupar com as duas coisas!

Gostou de aprender como a Previdência Privada pode ajudar os profissionais liberais? Que tal ler um pouco sobre como pagar menos imposto de renda com um plano de previdência privada?

 

 

 

Publicado por Diana Dantas

Formada pela PUC-Rio, Diana Dantas passou por diferentes redações, como O Estado de S. Paulo, Agora SP (Grupo Folha) e Brasil Econômico (Grupo Ejesa). Nesse período, trabalhou nas editorias de Educação, Cidades, Cultura e Economia. Desde de 2017, escreve para Icatu sobre seguros e planejamento financeiro.

Deixe seu comentário