Tábua atuarial: saiba mais sobre o tema!

Por André Iunes

As pessoas estão vivendo cada vez mais! É o que revelou o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). De acordo com dados da entidade, a expectativa de vida dos brasileiros aumentou para 76,6 anos em 2020. Desde 1940, são quase 31 anos a mais do que se espera que a população viva.  

Se por um lado, viver mais requer às pessoas maior planejamento, por outro, como os serviços de previdência e dos seguros saúde e de vida podem ter seus benefícios atualizados frente às expectativas de vida da população? A resposta está em uma ferramenta que, talvez, poucos conheçam: a tábua atuarial

Acompanhe este artigo até o final para saber o que é e como ela pode interferir em sua vida! 

O que é tábua atuarial? 

A tábua atuarial, também conhecida como tábua de vida, tábua de mortalidade, ou tábua biométrica, nada mais é do que uma tabela que traz uma previsão da expectativa de vida de um grupo específico de pessoas. 

Os dados, computados por entidades especializadas em estatísticas, servem de cálculo para os valores dos benefícios relacionados à previdência social e privada, bem como aos planos de saúde e seguros de vida

O nome tábua atuarial se origina das ciências atuariais, que lida com análise de riscos e expectativas financeiras e econômicas. 

Como funciona a tábua atuarial? 

A tábua atuarial é fundamental para definir a proteção de quem você ama!

A tábua atuarial é elaborada com base na análise demográfica da população. Isso inclui o levantamento de fatores importantes, como gênero, idade, profissão, acesso a saneamento básico, entre outros pontos. 

Devido aos avanços nas áreas da saúde, em especial, a tendência é que a expectativa de vida da população aumente com o passar dos anos, sendo necessária, assim, uma atualização periódica da tábua atuarial e, consequentemente, da apólice

Se ela não for atualizada, tanto o Governo Federal, no caso da previdência social, quanto às seguradoras, no que diz respeito à previdência privada e aos seguros saúde e de vida, podem ter arrecadação menor do que o valor referente à distribuição dos benefícios.  

A seguir, vamos entender um pouco melhor como funciona a tábua atuarial na previdência privada e nos seguros.  

Tábua atuarial na previdência privada 

Nos planos de previdência privada com renda vitalícia, modalidade na qual o beneficiário recebe um valor mensal de aposentadoria por toda a vida, a tábua atuarial exerce grande importância, pois, a partir dela, a seguradora prevê não só o valor do benefício, como também o tempo estimado dos seus pagamentos.  

Quanto mais recente for a tabela, incluindo, assim, uma previsão de maior expectativa de vida da população, mais diluídas serão as parcelas a serem pagas para atender ao tempo total de vida do beneficiário.   

Tábua atuarial no plano de saúde e seguro de vida 

Já reparou que os valores cobrados pelos planos de saúde levam em conta idade e gênero de uma pessoa? 

Saiba que isso tem a ver, também, com a tábua atuarial, que permite à seguradora analisar a expectativa de vida de grupos específicos, nos quais são consideradas as probabilidades de o segurado ficar doente, ou de ter um afastamento do trabalho, por exemplo. 

Sendo assim, é a partir desses parâmetros que os valores dos seguros são definidos. Então, não estranhe se, com o passar dos anos, o seu seguro saúde ficar mais caro.  

Entenda sobre a tábua atuarial brasileira! 

Desde 2010, a tábua atuarial utilizada no Brasil é a BR-EMS, cuja sigla significa Experiência do Mercado Segurador Brasileiro. Ela se divide em quatro tipos:  

  • Sobrevivência masculina (BR-EMSsb-v.2010-m) 
  • Sobrevivência feminina (BR-EMSsb-v.2010-f) 
  • Mortalidade masculina (BR-EMSmt-v.2010-m) 
  • Mortalidade feminina (BR-EMSmt-v.2010-f) 

Mudanças na tábua atuarial 

Conforme destacamos no início deste artigo, devido ao avanço da medicina e da qualidade de vida, com consequente aumento da expectativa de vida da população, existe a necessidade de atualização da tábua atuarial. Esse processo é feito a cada cinco anos. Ou seja, a tabela BR-EMS, em vigor desde 2010, passou por atualizações em 2015 e 2020.  

Assim, as empresas seguradoras ficam aptas a comercializar produtos de acordo com a realidade de seus clientes, lembrando que quanto maior for a estimativa de vida, em mais parcelas será feito o pagamento do benefício, impactando diretamente em seu valor mensal. 

No caso da previdência privada, a partir do momento em que você adere a um plano de previdência de renda vitalícia, valerá a tabela vigente da data de contratação, que não será atualizada a partir de então

Agora que você entendeu um pouco mais sobre o que é a tábua atuarial e o quanto ela influencia nos serviços previdenciários e nos seguros saúde e de vida que venha a contratar, fique por dentro de outros assuntos ligados à previdência e seguro de vida. 

Acesse os links abaixo e confira: 

Publicado por André Iunes

André Philippe Iunes é jornalista, especializado em marketing de conteúdo e digital, com mais de 20 anos de experiência. Já atuou em importantes veículos, como os jornais O Globo e Extra, além do portal Globo Cidadania, onde produziu conteúdo para os sites Globo Ciência, Globo Ecologia e Globo Universidade. Trabalhou como diretor de redação da revista Webdesign e editor executivo da revista Áudio, Música & Tecnologia, com várias coberturas internacionais. No mundo corporativo, desenvolve projetos para grandes empresas envolvendo estratégia de conteúdo digital.

Deixe seu comentário