Não basta chegar aos 100 anos. Tem que chegar bem lá!

Por Diana Dantas

Todos que desejam alcançar vida longa sabem que é preciso adotar hábitos saudáveis, manter uma alimentação balanceada e praticar atividade física regularmente. Mas, segundo um estudo da Universidade Stanford, na Califórnia, há muitos outros fatores que podem levar a desejada longevidade.

Confira as conclusões dos pesquisadores e prepare-se para viver mais e melhor!

1. Nunca pare de trabalhar

         
Pesquisas que comparam trabalhadores e aposentados da mesma idade mostram que quem parou perdeu qualidade de vida. Obviamente, a rotina de cada um vai interferir. Mas como sabemos que a poltrona é tentadora, fique esperto. Não precisa trabalhar muito, nem todo dia – ache um hobby, um curso, um compromisso regular.

2. Seja cauteloso

Enxergar apenas o lado bom das coisas tem seu lado ruim. Pessoas otimistas tendem a subestimar riscos – um traço de personalidade que pode levar de ultrapassagens ousadas a longas ausências no médico. Além disso, otimismo além da conta deixa você frustrado demais com as dificuldades da vida. Ou seja: com um pouco de preocupação, você vai mais longe.

3. Socializar é a fonte da juventude

Quanto mais velhos, menos saímos de casa. Lute contra isso: a ciência garante que conviver com outros é o gatilho de benefícios físicos e mentais que prolongam a vida.

4. Beba com moderação 

Quando o assunto é bebida e longevidade, só pensamos no vinho tinto. Porém, vinho branco, cerveja, uísque e outros fermentados e destilados também podem fazer bem. Há um índice menor de doenças cardiovasculares relacionado ao consumo diário de até duas doses – e de apenas uma para mulheres.

5. Exercite o cérebro 

Atividades que exercitam seu cérebro mantêm sua inteligência e prolongam sua lucidez. Opções não faltam: palavras cruzadas, xadrez, videogame, sudoku, qual-é-a-música.

6. Pare de se incomodar com bobagem

Mágoa, rancor, ressentimento. Se cultivados, esses sentimentos ajudam na produção de cortisol, um hormônio que ataca o coração, metabolismo e sistema imunológico. Diversos estudos relacionam uma alta taxa de cortisol a uma morte precoce. Portanto, aprenda a perdoar, relevar, deixar pra lá.

7. Tenha amigos saudáveis

Da mesma maneira que, para ganhar dinheiro, é melhor se cercar de ricos, e para emagrecer convém conviver com magros, para se ter saúde a receita é arranjar uma turma saudável.

8. Prevenir é melhor que remediar

Você vai continuar sendo considerado chato pela maioria dos amigos, mas pesquisas apontam que quem desconfia mais da própria saúde vive mais.

Publicado por Diana Dantas

Formada pela PUC-Rio, Diana Dantas passou por diferentes redações, como O Estado de S. Paulo, Agora SP (Grupo Folha) e Brasil Econômico (Grupo Ejesa). Nesse período, trabalhou nas editorias de Educação, Cidades, Cultura e Economia. Desde de 2017, escreve para Icatu sobre seguros e planejamento financeiro.

Deixe seu comentário