Como cuidar da saúde em momentos difíceis?

Por Paula Lopes

Os cuidados com a saúde deveriam estar incorporados entre as obrigações essenciais e inadiáveis de todo o dia. O que vemos na prática, entretanto, é um malabarismo diário de todos nós tentando administrar as demandas do trabalho, dos estudos, da casa e dos filhos, adiando os cuidados com a saúde física e mental. 

A busca pelo equilíbrio torna-se um desafio ainda maior em momentos de crise, quando temos uma carga extra de preocupações e incertezas.  

O desgaste emocional é inevitável, mas não precisamos adoecer. Por isso, queremos dialogar com você sobre como cuidar da saúde em momentos difíceis. Topa? 

Como cuidar da saúde de forma eficaz? 

Nosso maior desejo é ouvir que este período de crise tenha servido como um gatilho para transformações positivas para você. Mas, sabemos que tempos incertos como o que estamos vivendo, de muitas adaptações, situações de luto e onde muitos perderam sua fonte de renda, adiaram viagem, casamento e diversos outros planos profissionais e pessoais, são mais propensos a despertar desequilíbrios no campo emocional, físico, mental e até mesmo social. 

A saúde plena e integral do ser humano depende do cuidado de todas essas dimensões. Nosso objetivo é trazer para você dicas simples e fundamentais para sua saúde e qualidade de vida em momentos de crise.  

Se você está decidido a cuidar da saúde e a tirar alguma coisa boa de um momento ruim, nada pode atrapalhar sua escolha. 

As 3 regras de ouro para cuidar da saúde! 

Algumas atitudes recomendadas para manter a saúde em momentos de crise são, de fato, pilares primordiais para quem deseja ter uma vida mais nutritiva e saudável em todos os tempos.  A regularidade e a consistência das ações fazem toda a diferença nos bons resultados. 

# Regra de Ouro 1 – Atividades físicas regulares 

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a prática de, pelo menos, 30 minutos de atividade física diária para cuidar da saúde. Essa quantidade pode variar conforme as características de cada pessoa.

O mais importante aqui é compreender que praticar atividades físicas não se trata de buscar benefícios estéticos ou perda de peso.  

Essa prática ajuda na oxigenação do cérebro, na prevenção de doenças como osteoporose, libera endorfinas e outras substâncias que contribuem para o bem-estar e bom humor, com impacto na redução da ansiedade, na melhoria do sono, entre outras coisas.  

Caminhar, andar de bicicleta, dançar, praticar exercícios funcionais, musculação, artes marciais, qualquer uma dessas atividades conta. Para quem tem alguma exigência de isolamento mais severa, vale lembrar que arrumar a casa também conta.  

Regra de Ouro 2 – Alimentação balanceada e equilibrada 

Ter uma boa alimentação é um dos pontos centrais para quem deseja viver mais e cuidar da saúde!A receita é conhecida: devemos priorizar alimentos naturais, como frutas, legumes e verduras, evitando alimentos processados, industrializados e condimentados, além de excesso de gordura, açúcar e sal.  

Ingredientes saudáveis, numa composição colorida e equilibrada evitam diabetes, hipertensão, infarto, entre outras doenças graves como o câncer.  

Não se pode esquecer da hidratação do organismo. Criar o hábito de ingerir cerca de 2 litros de água por dia, garante o bom funcionamento das células e o transporte de vitaminas e minerais pelo corpo. 

Regra de Ouro 3 – Manutenção de um sono reparador

Oferecer ao nosso corpo uma noite de sono adequada renova nossa disposição e revigora a energia vital e é totalmente essencial para cuidar da saúde. Quem dorme entre 6 e 8 horas por dia tem mais chance de ter este sono restaurador.  

Para quem tem dificuldade de dormir, algumas medidas podem ajudar:

  • Ler um livro antes de dormir;  
  • Deitar no mesmo horário; 
  • Evitar telas (TV, celular, tablet); 
  • Ingerir alimentos leves antes de dormir. 

É importante frisar que, durante a pandemia, todos os cuidados com o uso da máscara, a devida higiene, a preferência por locais ao ar livre ou super ventilados e o distanciamento social são imprescindíveis. 

No próximo item vamos tratar de saúde mental, mas antes de seguir, deixamos aqui mais uma dica importante para acompanhar as 3 regras de ouro para cuidar da saúde: realize exames complementares de rotina e prevenção, pelo menos uma vez ao ano.  

Este acompanhamento pode contribuir para a identificação de alguma doença crônica assintomática na fase inicial, o que ajuda muito no tratamento e recuperação. 

Agora vamos falar de saúde mental, uma dimensão da saúde fortemente afetada com os altos níveis de ansiedade e estresse gerados durante a pandemia. Como podemos cuidar da saúde mental em momentos difíceis? 

A importância de cuidar da saúde mental 


Cuidar da saúde mental é o passo para quem deseja estabilidade! E a parte financeira também colabora com isso.

Tão importante quanto cuidarmos de nossa saúde física é mantemos uma boa saúde mental. O equilíbrio de nossas emoções reflete diretamente na sensação de confiança, bem-estar, auto-estima e capacidade em lidar com os desafios da vida.

Muitos sintomas são naturais e essenciais ao ser humano. Ainda que negativos, como estresse e ansiedade, são úteis. A questão é reconhecer quando uma emoção excede os níveis da normalidade afetando o desenvolvimento de nossas atividades diárias, relacionamentos, desempenho no trabalho entre outras obrigações da vida. 

Você sabe o que fazer para cuidar da saúde mental em tempos de crise e como medir se está com problemas? 

 6 dicas para manter a saúde mental 

A avaliação de uma boa saúde mental deve partir da percepção das emoções, sensações e comportamento. Ela não pode ser medida ou materializada por exames, não há métricas. Além disso, a abordagem deve ser personalizada e respeitar o contexto e as características de cada ser humano. 

Quer saber como agir e como perceber os sinais? Confira nossas dicas e saiba, desde já, que nada em saúde mental deve ser considerado menor, tabu ou estigma. Essas já são as primeiras barreiras que temos que enfrentar ao tratar o assunto. Vamos às dicas. 

1- Fale de suas angústias 

Dê importância ao que você sente e converse sobre seus medos, tristezas, inseguranças e angústias com amigos ou parentes! Isso é importante para cuidar da saúde mental.

Caso não se sinta à vontade para se abrir com pessoas próximas, fale com um terapeuta. Não tente negar ou esconder suas emoções. Falar alivia as tensões do momento. 

2- Peça ajuda 

É preciso quebrar tabus e abandonar a ideia de que problemas emocionais ou psicológicos são sinais de fraqueza. Se você reconhece em si mudanças de comportamento ou começa a perceber que “normalmente não age desta ou daquela forma”, não hesite, peça ajuda e busque restaurar seu equilíbrio. 

3- Mantenha Conexão 

Estabelecer vínculos e relações é essencial para cuidar da saúde mental. Mesmo que seja por videochamada, ligação telefônica, envio de palavras de acolhimento: é importante manter contato e ter pessoas que podemos contar por perto. Esse suporte e troca de afeto traz conforto emocional e nos serena. 

4- Evite incertezas que causam ansiedade

Momentos de crise trazem dificuldades, mas também aprendizados valiosos. A pandemia nos trouxe diversos ensinamentos e a importância da prevenção está entre eles. Muitos de nós percebeu como a falta de um planejamento financeiro mais estruturado pode ser um gatilho para desequilíbrios emocionais.

Aprendemos na crise a falta que faz poder contar com uma reserva financeira ou a segurança de uma previdência privada. A solução para um futuro mais equilibrado e livre de incertezas pode ser construído hoje.  

Se você quer garantir segurança e tranquilidade financeira para sua família, a previdência privada pode ser um investimento interessante pela flexibilidade e diversas outras vantagens que oferece. Para saber mais, acesse “Por que devo investir em previdência privada?” 

5- Organize-se 

Manter a organização num período de crise com mudanças constantes exige uma habilidade de adaptação grande. Organizar a rotina nesse contexto é desafiador, mas buscar algum grau de controle e previsibilidade ajuda nosso cérebro a relaxar, descansar e viver em equilíbrio

6- Medite 

A meditação é um exercício de percepção, foco e concentração, um momento de conexão com nós mesmos, de atenção plena aos nossos sentidos e sinais vitais. Tudo isso é importante para treinar a mente a colocar os pensamentos em ordem e aproveitar o presente conectados com nós mesmos. 

Antes de terminar essas dicas de como cuidar da saúde, lembre-se: preencha seu tempo ocioso com novos aprendizados ou aproveite para praticar o bem. Compaixão e empatia pelos outros e por nós mesmos também ajudam nossa saúde em momentos de crise e em qualquer época.  

Cuidar da saúde é uma escolha e uma decisão inteligente que só você pode tomar. Cuide-se, prepare-se para sair da crise mais forte e guarde uma certeza: alguma hora essa crise vai passar. Fique bem!

Publicado por Paula Lopes

Paula Lopes possui mais de 12 anos de experiência em curadoria e produção de conteúdo, gestão de canais, implantação de plataformas digitais, campanhas de engajamento e eventos motivacionais para o público interno de empresas de diferentes segmentos e portes.

Deixe seu comentário