Saiba Como fazer um Seguro de Vida para Outra Pessoa | Icatu

Posso fazer um seguro de vida para outra pessoa?

Posso fazer um seguro de vida para outra pessoa?

Por amandapssoa

Você já se perguntou se pode fazer um seguro de vida para outra pessoa? A resposta é simples: sim, é possível. Existem muitos motivos para esse tipo de contratação, mas muita gente pode ter dúvida quanto a essa possibilidade.

Atualmente o mercado já oferece diversas opções de coberturas de seguro de vida, que são desenvolvidas para atender a necessidade diferentes de cada perfil.Pensando nisso, criamos esse conteúdo que vai explicar e esclarecer todas as dúvidas sobre como fazer um seguro de vida para outra pessoa. Saiba mais!

Posso fazer seguro de vida para outra pessoa?

Como falamos, a resposta é: sim! Fazer seguro de vida para outra pessoa é uma iniciativa muito comum e pode acontecer por vários motivos.

O seguro pode ser contratado por pais que desejam proteger os filhos ou vice-versa, entre casais ou por empresas que têm o objetivo de proteger seus funcionários e amparar os seus familiares.

Leia mais:

O que é preciso para fazer um seguro de vida para outra pessoa?

No momento de contratar um seguro de vida para outra pessoa é importante estar atento às condições, observando alguns pontos essenciais. Confira!

Coberturas e condições

Fazer uma avaliação se o seguro é compatível com as necessidades dos beneficiários é de extrema importância. 

Como o contrato abrange mais de uma pessoa, é fundamental que todas as condições e coberturas atendam a todos os envolvidos.

Documentos e comprovantes

Na contratação será necessário informar à seguradora todos os dados corretos de quem será segurado. A empresa poderá solicitar documentos e comprovantes para efetivar a contratação.

Limites na contratação

Algumas seguradoras têm restrições quanto ao perfil do segurado, como limitação de idade ou alguma doença preexistente.

Orientação aos beneficiários

É bem importante que todos os beneficiários envolvidos estejam cientes do processo e de suas condições.

Pois, em caso de algum imprevisto em que algum deles precisar acionar a seguradora, é preciso saber as condições do contrato e como solicitar a indenização.

Isenção de IR e inventários

O seguro de vida traz, além de segurança financeira, a vantagem de não ter cobrança de impostos sobre o pagamento da indenização.

Porém, é preciso ter atenção a essa informação. Caso a indenização venha a ser paga, ela deverá sim ser declarada no imposto de renda, mas não haverá cobrança de imposto.

Ainda tem mais, caso o segurado venha a falecer, o seguro de vida não entra em inventário. Isso acontece pois não se trata de uma herança, assim, nesse momento tão difícil, será possível solicitar o apoio financeiro com maior facilidade.

Quem pode ser incluído como beneficiário no seguro de vida?

É possível incluir quem você quiser no grupo de beneficiários do seu seguro de vida, inclusive pessoas que não são da sua família.

A lista que consta todos os beneficiários pode ser atualizada quantas vezes for necessário.

Seguro de vida coletivo: como é contratar seguro para terceiros?

Aqui, é importante entender quais são as partes envolvidas no processo.

  • Seguradora: é a empresa responsável por gerenciar os recursos e garantir a proteção, como a Icatu;
  • Segurado: é o titular do seguro, ou seja, a pessoa protegida pela apólice; 
  • Estipulante: é quem propõe a contratação do plano de seguro coletivo, atuando como representante do grupo de segurados. Uma empresa que oferece o benefício para um colaborador, por exemplo;
  • Beneficiário: é quem o titular do seguro escolhe para receber o pagamento da indenização, que podem ser familiares ou amigos, por exemplo.

Portanto, no seguro de vida coletivo, é necessário ter um estipulante. Além disso, é fundamental que o segurado preencha e assine os documentos necessários para a contratação, como a proposta de adesão e, em alguns casos, a declaração pessoal de saúde.

Quais outras diferenças existem entre o seguro de vida individual e coletivo?

O modelo mais comum de contratação de seguro é quando uma única pessoa contrata o plano na seguradora, ou seja, o seguro individual, enquanto no modelo coletivo, várias pessoas contratam o mesmo plano.

Muitos podem associar o seguro coletivo somente a empresas que realizam a contratação para seus funcionários, mas isso não é uma regra. O seguro coletivo pode ser para  qualquer grupo de pessoas, desde que haja vínculo com o estipulante. Ou seja, você pode ter um plano coletivo e incluir vários segurados: cônjuge, filhos, netos e pais, por exemplo.

Isso quer dizer que, caso aconteça algum imprevisto com as pessoas seguradas, os beneficiários selecionados por elas terão o amparo financeiro.

É importante entender que, embora seja um seguro coletivo, cada segurado é tratado individualmente, ou seja, cada um terá a sua própria seleção de beneficiários que usufruirão do plano.

A contratação do seguro de vida para outra pessoa representa cuidado e proteção ao futuro dela. Por isso, dedique um tempo para fazer a escolha certa!

Você pode simular um plano de seguro de vida agora e encontrar a melhor opção. E para oferecer ainda mais tranquilidade para você e seus familiares, conheça também as nossas outras soluções. Com a capitalização, você encontra o auxílio necessário para guardar dinheiro, alugar um imóvel, realizar um sonho ou ajudar quem precisa. Já com os planos de previdência privada, você faz um investimento de longo prazo para ter um futuro mais seguro.

Publicado por amandapssoa

Deixe seu comentário

-->