Débito ou crédito: qual a melhor opção de pagamento? Confira!

Por Alessandra de Paula

Você vai ao restaurante, almoça com a família, passa bons momentos, e no fim, na hora de pagar a conta com o cartão, surge a clássica pergunta: “é débito ou crédito?”.

Afinal, qual a melhor opção? Essa decisão pode impactar diretamente no seu orçamento. Sendo assim, continue o artigo e conheça as principais vantagens e desvantagens de cada uma dessas modalidades de pagamento!

O que é débito?

Originalmente, o termo débito se refere a uma dívida contraída por uma pessoa. Porém, nos tempos modernos, a palavra ganhou outra conotação, relacionada à forma de pagamento, ou seja, ao valor debitado da conta de alguém.

Nessa modalidade, a pessoa tem dinheiro no ato do pagamento. Na prática, é uma espécie de saque direto, uma vez que quando a compra é realizada, o valor sai imediatamente da conta.  

Mas, mesmo sem dinheiro na conta, é possível usar o débito. Como assim? Usando o limite do cheque especial.Porém, é preciso muito cuidado ao usar essa alternativa, já que os juros costumam ser bem altos. E será que é possível parcelar no débito? Infelizmente, não.  

O que é crédito? 

Se você tem crédito com alguém, significa que essa pessoa confia em você, certo? Logo, se a instituição financeira lhe dá crédito, é porque ela confia que você pagará o que deve. Para obter crédito no mercado, é necessário passar por uma avaliação, que leva em conta seu histórico financeiro. Ou seja, ter o nome “limpo” é fundamental para conseguir crédito.  

E como funciona um cartão de crédito? 

Na prática, comprar usando cartão de crédito significa adquirir o produto agora e pagar em uma data futura. Ou seja, é uma ótima opção quando precisamos comprar algo e não temos dinheiro no momento, ou, caso o valor seja muito alto, poder parcelar. Funciona quase como um empréstimo, mas com data marcada para quitar as parcelas.  

Mas, tenha cuidado ao gastar com o cartão de crédito, pois a fatura chega. E chega mesmo! É importante ter controle sobre seus gastos para não ter sustos no dia do vencimento.

Se optar por pagar o mínimo da sua fatura, saiba que os juros elevados podem causar surpresas bem desagradáveis e abalar o seu orçamento. Então, tenha sempre consciência ao utilizar o cartão.  

Agora que você sabe as diferenças entre débito ou crédito, entenda também são as principais diferenças de cada um abaixo.

Principais diferenças entre débito e crédito 

Usar o débito ou crédito tem diferenças significativas para o seu orçamento!

Para acabar de vez com as dúvidas: o cartão de débito é diretamente ligado a uma conta corrente em um banco. Quando é realizada a compra, o saldo disponível é usado para o pagamento. Ou seja, o débito é quase dinheiro em espécie, que permite o pagamento à vista das compras realizadas.  

Já o cartão de crédito é uma modalidade de empréstimo concedido pelos bancos, na qual o cliente realiza o pagamento no dia de vencimento da fatura, normalmente até 45 dias após a realização da compra.  

Débito ou crédito: qual é a opção mais vantajosa? 

Agora, a grande questão: é melhor o usar o cartão de crédito ou de débito? É importante adequar cada modalidade às suas necessidades. Veja só alguns exemplos em que é melhor utilizar uma, ou outra opção: 

  • Crédito: para compras de maior valor, como passagens aéreas, eletrodomésticos, o cartão de crédito é uma boa alternativa, já que há possibilidade de fazer parcelamento. 

  • Débito: para as pequenas compras que fazem parte da rotina, o débito é o mais indicado, porque propicia maior controle das despesas. Além disso, evita que a gente precise sair de casa com dinheiro para ir à padaria, por exemplo, ou ter que levar dinheiro para comprar algo no mercado quando está faltando na despensa.

O cartão de crédito possui alguns benefícios adicionais, como pontuação em programas de milhagens, desconto em seguros de viagem, etc. Ou seja, com planejamento, o cliente conquista várias vantagens.  

Vale lembrar que alguns sites internacionais só aceitam pagamento no cartão de crédito. Mas, fique atento para não gastar além do que pode e ter dor de cabeça depois, já que sobre essa compra ainda incide imposto, como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras).  

Vantagens e desvantagens de pagar no crédito 

Conforme citamos aqui, outra vantagem do cartão de crédito é que algumas bandeiras estão vinculadas a programas de pontos com instituições financeiras. Não tem mistério: quanto mais você gasta, mais pontos ganha.

A taxa de conversão de pontos costuma variar de banco para banco, no entanto, a ideia é que juntando um determinado número de pontos, o cliente possa trocá-los por produtos, milhas ou serviços exclusivos. 

Porém, não custa lembrar novamente: é preciso usar o cartão de crédito com sabedoria! Afinal, mesmo que não seja necessário pagar na hora, a fatura vai chegar e é preciso ter dinheiro para pagar.  

Débito ou crédito: quando usar cada uma dessas opções de pagamento? 

Entenda quando usar as opções de débito ou crédito e tenha maior segurança ao fazer suas compras!

Para garantir uma vida financeira tranquila, é fundamental fazer um planejamento. E nisso está incluído usar o cartão de débito ou crédito, dependendo do que for mais vantajoso no momento. De olho nos gastos, você consegue visualizar o quanto já usou no cartão de crédito e saber a hora de parar.  

Uma dica é estipular um teto da renda de seus rendimentos para pagamento da fatura dos cartões. Dessa forma, você evita dificuldades e surpresas. Cartões de débito ou  crédito são uma mão na roda, mas é preciso utilizá-los de forma consciente, para poder usá-los sempre. 

E então, as dicas entre escolher débito ou crédito foram úteis? Se sim, conte pra gente. E boas compras! 

Leia também: 

Publicado por Alessandra de Paula

Alessandra de Paula tem mais de 15 anos de experiência em produção de conteúdo e pesquisa jornalística. Integrou a equipe de Comunicação do Ministério da Cultura, e trabalhou em grandes empresas do Rio de Janeiro, como O Globo, Extra, Jornal do Brasil, Jornal do Comercio, CDN, In Press e SRCOM, realizando diversas coberturas, incluindo Olimpíadas e Paralimpíadas Rio 2016, e Réveillon de Copacabana. Também produziu conteúdo para sites da Rede Globo.

Deixe seu comentário