O que é sinistro e como funciona? Tire suas dúvidas!

Por Antonio Carlos Teixeira

O que é sinistro? É muito provável que você já tenha ouvido alguém falar essa expressão ao fazer um comentário sobre uma situação tensa ou para descrever um indivíduo que realiza algo arrojado e radical. 

Ao longo do tempo, o termo se associou a expressões com um tom mais “ameaçador”ou “assustador”, designando situações não tão boas. Porém, foi na contemporaneidade que a palavra ganhou ares mais leves.

E no mercado de seguros de vida? O que é sinistro para esse segmento? Tradicionalmente, “sinistro” é utilizado para descrever eventos, fatos e ocorrências relacionadas a desastres, acidentes, prejuízos, danos, perdas patrimoniais ou humanas.

É um termo ligado ao setor jurídico das seguradoras, mas também muito empregado pelos profissionais que atuam no segmento. 

A seguir, vamos conhecer melhor sobre o que é sinistro e a sua importância para a compreensão das cláusulas da apólice e dos direitos e deveres do segurado.  Acompanhe!

O que é sinistro?  

A resolução 117 de 2004, do Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) responde a essa pergunta de “o que é sinistro”. Nela, sinistro é definido como “a ocorrência do risco coberto, durante o período de vigência do plano de seguro.” Ou seja, na ocorrência de um evento repentino, que cause danos, e que esteja previsto e coberto na apólice do contrato de seguro, a seguradora é legalmente obrigada a indenizar o segurado. 

Importante lembrar que o termo sinistro no seguro de responsabilidade civil “caracteriza-se pela atribuição, ao segurado, da responsabilidade pela ocorrência de um evento danoso, causando danos a terceiros, atendidas as disposições do contrato”, como ressalta a circular 437 de 2012, emitida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep).  

Sendo assim, sinistro é a concretização de um risco coberto no contrato de seguro. Caso esse risco não esteja assegurado pela apólice contratada, é denominado “evento danoso não coberto” ou “evento não coberto”. Portanto, não será classificado como sinistro no seu contrato e nem lhe dará direito à indenização pela seguradora por perdas e danos oriundos desse acontecimento. 

O que fazer quando acontece um sinistro? 

Se informar sobre o que é sinistro é importante para que você saiba exatamente o que fazer caso precisar entrar em contato com a sua seguradora.

Agora que você, provavelmente, já entendeu melhor sobre o que é sinistro, é importante saber o que fazer caso ele ocorra: o ideal é entrar em contato o mais rápido possível com a central de relacionamento, ou a assistência 24 horas, da sua seguradora. 

A Icatu Seguros oferece uma Área de Atendimento, contendo o suporte do Centro de Relacionamento com o Cliente, no qual estão disponíveis todas as informações necessárias e os canais de assistência para auxiliar rapidamente o segurado, ou beneficiário, no momento da ocorrência do sinistro.

Você também pode solicitar a indenização para as suas coberturas de seguro de vida ou plano de previdência aqui neste link

E como abrir um sinistro? 

Esse processo pode variar de seguradora para seguradora. No caso do Grupo Icatu, após o contato com o atendente, o segurado/beneficiário é orientado a preencher um formulário de aviso de sinistro e enviar a documentação necessária para a seguradora.  

Como funciona o sinistro em coberturas de seguro de vida? 

Entender o que é sinistro e como ele funciona nas diferentes coberturas de seguro de vida pode te deixar ainda mais protegido se algo vir a acontecer.

No seguro de vida, o sinistro é estabelecido de acordo com as cláusulas e coberturas acordadas na apólice e pode ser identificado a partir da ocorrência de eventos. Abaixo, confira os tipos de sinistros existentes:

  • Morte por causas naturais; 
  • Morte por doença; 
  • Morte por causas violentas; 
  • Morte por acidente; 
  • Invalidez parcial por doença; 
  • Invalidez total por doença; 
  • Invalidez parcial por acidente; e 
  • Invalidez total por acidente.  

Além da Área de Atendimento e do Centro de Relacionamento com o Cliente, o Grupo Icatu, por exemplo, disponibiliza também o Guia do Beneficiário, um passo a passo para a comunicação do sinistro e solicitação de indenização, desenvolvido para apoiar o beneficiário em caso de falecimento, ou invalidez do segurado.  

Espero que esse artigo sobre o que é sinistro tenha contribuído para trazer mais esclarecimentos sobre esse termo importante do setor de seguros.

Então, agora  que você já sabe o que é sinistro e suas implicações, pode realizar a análise e aquisição de sua apólice com mais segurança! 

Leia também: 

Publicado por Antonio Carlos Teixeira

Jornalista, com passagens pelas redações dos jornais O Estado de S. Paulo, Jornal do Brasil e O Dia e das agências de notícias do JB e de O Globo, atua desde 1997 na comunicação e jornalismo do mercado de seguros como repórter, redator e editor, autoria de reportagens especiais, artigos e editoriais e gestão de conteúdo de revistas impressas e digitais, sites, blogs, livros e publicações técnicas, corporativas, institucionais e setoriais.

Deixe seu comentário