Capital segurado: entenda o que é e sua importância! - Blog Icatu Seguros

Capital segurado: entenda o que é e sua importância!

Por André Iunes

Fazer um seguro de vida é sempre uma decisão importante, principalmente para aqueles que desejam obter mais tranquilidade e segurança não só para si, como também para seus familiares. Levando isso em conta, ao contratar um plano de seguro de vida, é muito importante conhecer alguns termos que constam na apólice, sendo um deles, em especial, o chamado capital segurado

Afinal de contas, você sabe o que ele significa, ou até mesmo como calculá-lo? Se nunca ouviu falar nessa expressão, acompanhe este artigo até o final que vamos tirar todas as suas dúvidas sobre o capital segurado e explicar sua importância para o seguro de vida!

O que é capital segurado?

De forma resumida, capital segurado diz respeito à indenização máxima que o segurado, incluindo seus beneficiários, recebe se um dos riscos previstos na apólice vier a ocorrer. .

Sendo assim, caso ocorra um sinistro e o seguro for acionado, é possível receber, por exemplo, uma indenização integral, ou somente parte do capital segurado. Dessa maneira, é sempre importante analisar com calma o contrato e verificar os valores nele relacionados.  

Como calcular o valor do capital segurado? 

Tão importante quanto saber o que é capital segurado é saber como calculá-lo. No caso do seguro de vida, deve-se levar em conta alguns pontos importantes, principalmente os relativos ao bem-estar da sua família, caso você venha a faltar. 

Entram nessa equação fatores como se o segurado é o principal (ou o único) responsável pela segurança financeira da casa, se existem dívidas, empréstimos, ou se financiamentos e por quanto tempo. 

Com isso em mente, considere, de forma prática, o valor do capital segurado que a sua família necessitará para quitar o que deve. Após, levante o montante de recursos que será preciso para que ela se mantenha, com, pelo menos, o mínimo de conforto, de três a cinco anos, ou até um possível restabelecimento da situação financeira.

Coloque na ponta do lápis contas presentes no cotidiano, como alimentação, moradia, vestuário, plano de saúde, locomoção, impostos e outras obrigações. E não esqueça, também, dos custos que podem aparecer com imprevistos, sejam eles médicos, residenciais ou outros!

Como é feito o pagamento desse capital? 

É preciso lembrar que as garantias previstas em um seguro constam de suas coberturas, ou seja, dos acontecimentos que dão direito ao segurado de receber o capital segurado previsto em contrato, sendo a garantia em caso de morte obrigatória por lei. 

Nesse caso, é sempre muito importante conhecer as opções de coberturas e como ela influencia no capital segurado. Entre os itens que deve prestar atenção, estão: o que o seguro contempla, serviços adicionais e o período de franquia, se houver.  

Vamos a um exemplo prático relativo ao seguro de vida. Caso o segurado que possua esse tipo de proteção vier a óbito, o que, oficialmente, torna consumado o sinistro, a seguradora indenizará seus beneficiários com uma quantia financeira específica, estipulada em apólice. Ou seja, esse valor, na prática, é o que chamamos de capital segurado. Caso não haja beneficiários, são os dependentes legais que recebem o valor.  

Com relação à cobertura por sobrevivência, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) destaca que o capital segurado engloba o “pagamento a ser efetuado ao assistido ou beneficiário, sob a forma de pagamento único ou de renda”.

Sobre as coberturas por doença grave, os valores a serem pagos variam de acordo com cada doença, com percentuais diferentes do valor máximo previsto. Desse modo, e levando em consideração a apólice, caso um evento coberto pelo seguro ocorra, a seguradora oferecerá suporte financeiro ao segurado e seus beneficiários assim que acionado

A importância de uma boa seguradora para seu seguro de vida!

Entender como funciona e o valor do capital segurado é essencial para o bem-estar de quem você ama!

Ao decidir por um seguro de vida, é muito importante ter alguns cuidados ao cotar e, principalmente, no momento da contratação. O primeiro deles é verificar se a seguradora é credenciada pela Susep e atende a todas as suas exigências

O segundo é pesquisar se a empresa realmente tem boa imagem no mercado, levando em conta, é claro, sua reputação e qualidade. Para isso, busque saber os depoimentos de seus clientes, avaliações e o grau de satisfação.  

Outro ponto de suma importância é com relação aos canais de atendimento. Avalie como funciona o SAC da seguradora e os horários de atendimento. É essencial saber se você será atendido com agilidade no momento em que mais precisar!

Na Icatu, por exemplo, vários canais de atendimento estão disponíveis aos clientes, inclusive com chat exclusivo para pessoas com deficiência auditiva. 

E por falar em atender, este é um dos pontos fortes da empresa. Para se ter uma ideia, pela terceira vez, a Icatu Seguros está no ranking das 100 melhores empresas do Brasil em Satisfação dos Clientes, segundo o Instituto MESC

A pesquisa avalia seis mil empresas, em 42 segmentos de mercado, incluindo Seguro de Vida, Capitalização e Previdência, e leva em conta a opinião de mais de 250 mil clientes. 

Sabemos que confiança é algo que se constrói ao longo do tempo, entretanto, com tantos tipos de seguros sendo oferecidos no mercado, desde os mais simples até os mais sofisticados, é fundamental estudar atentamente os produtos disponíveis e, principalmente, a empresa que os oferece. É quando mais precisamos que sabemos o real valor de ter ao nosso lado uma seguradora de confiança!


Quer descobrir qual o seguro de vida ideal para você? Confira aqui!

Leia também: 

Publicado por André Iunes

André Philippe Iunes é jornalista, especializado em marketing de conteúdo e digital, com mais de 20 anos de experiência. Já atuou em importantes veículos, como os jornais O Globo e Extra, além do portal Globo Cidadania, onde produziu conteúdo para os sites Globo Ciência, Globo Ecologia e Globo Universidade. Trabalhou como diretor de redação da revista Webdesign e editor executivo da revista Áudio, Música & Tecnologia, com várias coberturas internacionais. No mundo corporativo, desenvolve projetos para grandes empresas envolvendo estratégia de conteúdo digital.

Deixe seu comentário