Organizar a vida financeira não é tão difícil quanto parece. Confira!

Por Diana Dantas

Ao longo da vida, as cobranças sobre o futuro são muitas: “o que você vai ser quando crescer?”; “quando vai começar a namorar?”; “quando vai casar?”; “quando vai ter filho?”; “e o segundo?”. Esses questionamentos parecem não terem  fim. As exigências são tantas que as demandas realmente importantes, como organizar a vida financeira, podem ser  deixadas de lado ou colocadas em segundo plano.

Apenas por precisarem de um planejamento antecipado, as únicas perguntas que deveriam ser essenciais para um “futuro adequado” são: “está tratando bem da sua saúde, física e mental?”; “seu futuro financeiro está assegurado?; “e o da sua família (caso tenha uma)?” Esses questionamentos, se bem aplicados, já seriam o suficiente para garantir um “amanhã” mais tranquilo.

Na tentativa de começar a responder a essas questões fundamentais, primeiro recomenda-se cuidar da saúde, com uma boa alimentação, a prática de exercícios físicos e a diminuição do estresse. A área financeira, contudo, precisa vir logo em seguida, pois parte dessa serenidade depende de uma vida financeira organizada, principalmente, após a aposentadoria, pois é quando, de forma ideal, se para de trabalhar. 

Como organizar a vida financeira ?

O passo a passo é simples, mas realmente exige uma força de vontade. Se não sabe nem por onde começar, vamos dar algumas dicas de finanças vitais para assegurar o seu futuro e o da sua família, principalmente, para que aprenda como organizar a vida financeira. Acompanhe:

Dicas de finanças: 5 passos para uma organização financeira ideal

Como falamos acima, para conseguir ter uma boa organização financeira é preciso se esforçar, mas não é tão difícil quanto parece! Veja a seguir:

1. Defina objetivos financeiros

O primeiro passo para organizar a vida financeira, é definir os seus objetivos, pois sem eles você não tem uma direção para onde ir, já que não sabe onde quer chegar, não é mesmo?

Por isso, a definição dos objetivos financeiros pode delinear os seus esforços para ter uma maior organização neste âmbito e assim, transformar os seus “sonhos” em algo mais concreto, onde será possível saber, exatamente, a quantia necessária para garantir que seus objetivos sejam alcançados.

2. Faça um orçamento real

Para conseguir organizar a vida financeira, elaborar um orçamento é um passo primordial!

Antes da segunda dica, que tal aprender como fazer um orçamento familiar? Clique aqui para saber mais!

Agora vamos para a dica. Depois dos objetivos estarem definidos, é fundamental elaborar um orçamento e ele precisa ser real. Mas, o que isso quer dizer? Fazer um orçamento real, nada mais é do que elaborá-lo sem enganar-se, pois é comum que as pessoas, no momento de definir os gastos, acabem se equivocando e isso pode prejudicar os passos seguintes de como organizar a vida financeira.

Para organizar as finanças de um jeito mais fácil, baixe a planilha, clicando abaixo, e tenha um maior controle financeiro!

Baixe a planilha de orçamento

3. Evite dívidas e faça uma reserva para emergências

A terceira dica envolve dois passos importantíssimos, que são: manter as dívidas sob controle e sempre ter uma reserva financeira, já que não sabemos o que está por vir.

Sobre controlar as dívidas, é fundamental ter consciência de que existem, basicamente, dois tipos. A primeira categoria são as “dívidas boas”, uma delas é o financiamento de casa própria, por exemplo. Já a segunda, são as “dívidas ruins, como por exemplo, dívidas com cartão de crédito ou cheque especial, já que é fácil se endividar com elas.

Para saber como sair do endividamento, clique aqui!

O objetivo principal da reserva de emergência, é estar preparado para imprevistos que possam vir a ocorrer. Afinal, estar pronto para eles garante que a sua vida financeira não vai ser impactada negativamente de uma hora para outra. 

4. Estude sobre educação financeira

Dominar o assunto também é essencial para quem quer organizar a vida financeira. Por isso, busque informações de fontes confiáveis, faça cursos onlines e procure opiniões de especialistas, sempre que necessário.

Confira os cursos online da Icatu, em parceria com a FGV, eles são gratuitos! Clique abaixo.

Cursos gratuitos de finanças pessoais! 

5. Tenha disciplina 

Vamos para a última dica. Ela é uma das mais valiosas, pois sem disciplina não é possível seguir o planejamento e então, alcançar os objetivos traçados. Por isso, mantenha o foco e não deixe a disciplina de lado!

3 passos para manter a vida financeira segura

Agora que você já sabe como organizar a vida financeira, confira abaixo mais alguns passos para manter as finanças seguras.

1. Poupe 

Essa, entre as dicas de como organizar a vida financeira,é mais notória. Todo mundo, em algum momento, é aconselhado a poupar. Alguns o fazem, mas não da forma mais eficiente. Além da disciplina para, todo mês, guardar um pouco daquilo que se ganhou, também, é necessário saber onde colocar o dinheiro.

Investir esse dinheiro poupado é uma excelente forma de conseguir realizar seus planos futuros. Existem diversos tipos de investimento, desde os mais conservadores até os mais arrojados. É importante ter um objetivo e diversificar sua carteira de ativos. 

2. Contrate uma Previdência Privada

Contratar uma previdência privada é um passo para garantir um futuro melhor para você e sua família!

Há dois tipos de economia: aquela para o curto e médio prazo, que visam, de forma geral, emergências e a realização de sonhos, como uma viagem, um carro ou a casa própria; ou as de longo prazo, que projetam a aposentadoria. Sim, é imprescindível pensar nesse futuro mais  distante, pois ele chega  em um piscar de olhos.

A Previdência Social pode não cobrir todos os seus gastos, pois paga um teto máximo, que não condiz com o padrão de vida de muitos cidadãos. Para resolver esse problema, a previdência privada pode ser a solução. 

Cada cliente tem a possibilidade de escolher o plano mais adequado à sua realidade. Existem, basicamente, dois tipos de previdência privada: o PGBL e o VGBL. O primeiro, por exemplo, permite abater do IR os aportes realizados anualmente, no limite de 12% da renda bruta tributável, desde que seja contribuinte do INSS. Já o VGBL é indicado para quem faz a declaração simplificada ou é isento de IR.

3. Contrate um plano de Seguro de vida

Uma outra dica de como organizar a vida financeira, é contratar  um plano de seguro de vida. No momento em que se projeta o futuro, apenas visualiza-se as situações boas. As ruins, entretanto, também podem acontecer  e, por isso, devem ser colocadas no papel, para se prevenir da melhor maneira. 

Um seguro de vida pode auxiliar a amparar financeiramente você ou a sua família em caso de morte, de doença grave, ou de acidente comprometedor da atividade profissional.

Na hipótese de não ter beneficiários, a pessoa também deve considerar em fazer um seguro de vida, apenas com a finalidade de garantir as outras coberturas, como a de Doenças Graves ou a de Invalidez por Acidente Total ou Parcial. Isso porque, a apólice ajuda a pagar as despesas, caso o cliente pare de trabalhar.     

O último passo é colocar em prática cada uma dessas dicas para conseguir organizar a vida financeira e ter um futuro mais tranquilo frente às adversidades. A tranquilidade financeira, inclusive, ajuda a dar uma força na área da saúde mental, também muito importante para uma vida longa e próspera

Gostou das dicas de como organizar a vida financeira? Então, confira mais algumas sobre educação financeira em nosso blog!

Publicado por Diana Dantas

Formada pela PUC-Rio, Diana Dantas passou por diferentes redações, como O Estado de S. Paulo, Agora SP (Grupo Folha) e Brasil Econômico (Grupo Ejesa). Nesse período, trabalhou nas editorias de Educação, Cidades, Cultura e Economia. Desde de 2017, escreve para Icatu sobre seguros e planejamento financeiro.

Deixe seu comentário