Planejamento financeiro: por onde começar? Saiba aqui | Icatu

Planejamento financeiro: por onde começar? Confira as dicas!

Planejamento financeiro: por onde começar? Confira as dicas!

Por raisaboing

Pagar as contas, planejar uma viagem, casar e/ou trocar de carro estão entre os principais desejos dos brasileiros. E se você faz parte dessa turma e quer realizar seus sonhos, deve traçar as rotas necessárias para chegar até lá. Quando o assunto é dinheiro, o grande responsável pelo sucesso dessas realizações é um bom planejamento financeiro.

Controlar os fluxos de entrada e saída no orçamento pode transformar a sua vida e a de sua família. Mas, para que esse planejamento seja realmente efetivo, é preciso muito mais que disciplina: você deve organizar o caminho certo para atingir suas metas.

Separamos algumas dicas valiosas — e práticas — para você aplicar no dia a dia e, dessa forma, organizar o orçamento com propriedade e consciência financeira. Acompanhe o texto a seguir e saiba como se organizar.

O que é planejamento financeiro?

O planejamento financeiro pode ser definido como a organização de todas as finanças pelas quais você é responsável. É um processo que demanda análise dos gastos, divisão das contas e eventuais elaboração de metas e objetivos.

Esse tipo de organização pode ser feito de diversas formas: há quem prefira utilizar aplicativos digitais para controlar o que gasta, enquanto outros optam por anotar tudo à mão. Ou seja, é você quem decide a melhor forma de fazer o seu controle.

Um planejamento financeiro pessoal bem estruturado serve como um guia que ajuda você a entender melhor os hábitos de consumo, a estabelecer limites e a desenvolver maior controle sobre o que entra e sai do orçamento.

Quando utilizar o planejamento financeiro?

Se você acha que planejar as finanças é uma atividade bem-vinda apenas em momentos de crise, está enganado! Na verdade, estruturar o planejamento antes mesmo de qualquer problema é justamente a chave para evitar dívidas em longo prazo. 

Porém, se você já está endividado e deseja sair dessa realidade, é essencial que comece a organizar as suas finanças já! Essa estruturação pode ser feita em etapas e sem grandes cortes, com mudanças práticas no dia a dia.

Por que ter um planejamento financeiro é importante?

Não importa o cenário, sempre é importante adotar bons hábitos e adquirir mais inteligência financeira. Afinal, o planejamento é o aliado número um para resolver eventuais problemas e realizar sonhos.

Quer um exemplo prático de como ele pode fazer a diferença no dia a dia? É só pensar no momento clássico de quando saímos da casa dos pais.

Para morar sozinho, você provavelmente teve que colocar no papel todos os custos fixos e variáveis que teria, não é mesmo? Supermercado, aluguel, condomínio, tempo de lazer e despesas com saúde. Por que não permanecer com esse hábito diariamente?

Três fatores que contribuem para um bom planejamento financeiro

Mas, afinal, como fazer um planejamento financeiro? Como falamos, existem diversos métodos, e você pode escolher aquele que melhor se adapta à sua realidade financeira. Porém, independentemente da estratégia que você adotar, é importante que três pilares sejam colocados em prática.

Disciplina

Terminar o mês com dinheiro sobrando pode ser impensável para muitas famílias, em especial para quem tem dívidas. Mas, ao aplicar determinadas práticas de economia no orçamento, esse passo se torna mais possível. Ao avançar etapas, você verá como a disciplina e a organização são grandes aliadas para a sua independência financeira.

Determine quanto você quer poupar/investir por mês e separe esse dinheiro na hora em que ele cair na sua conta. Para quem tem dúvidas sobre como começar, a regra do “50-30-20” pode ser uma boa alternativa:

  • 50% da sua renda mensal deve ser direcionada para os gastos fixos;
  • 30% para gastos supérfluos/variáveis;
  • 20% para investimentos ou reserva de emergência.

É importante destacar que essas táticas para poupar dinheiro são apenas uma etapa do processo de planejamento financeiro. Muito ainda vai depender da sua disciplina para conseguir executá-las e fazer com que economizar vire, de fato, um hábito.

Metas definidas

Já se perguntou quais são seus planos em curto, médio e longo prazo, e como o dinheiro influencia nessas tomadas de decisão? Independentemente do seu sonho, o primeiro passo é estabelecer uma meta financeira para tirá-lo do papel.

Suas metas devem ser claras, com valores predefinidos e, claro, ser realistas para o contexto em que você vive. Uma boa ideia é começar criando uma reserva financeira para economizar o que puder de maneira mensal, até que se torne um hábito guardar ao menos um pouquinho todo mês.

Controle financeiro adequado

Não tem o hábito de controlar as finanças? Então, nada melhor do que começar por anotar todos os gastos diariamente. E essa dica vale não só para as contas fixas do mês — consideradas essenciais —, mas também para visualizar os gastos variáveis.

Você sabe mensurar quanto gasta mensalmente com aplicativos de transporte, a cerveja do happy hour e a pizza do final de semana? Geralmente não controlamos esses gastos, e muitas vezes são eles os responsáveis por pesar no orçamento no final do mês.

Um plano de orçamento ajuda a lidar com imprevistos e, por isso, deve fazer parte do seu planejamento financeiro. Esse tipo de organização gera um suporte para imprevistos como perda de emprego, gastos médicos, reformas na casa etc.

Adotar uma planilha de gastos também é uma boa estratégia para fazer o seu controle financeiro de forma prática. Quer uma ajuda? Nós disponibilizamos uma para você: confira agora mesmo.

A importância de proteger o seu futuro financeiro

Para ter um amanhã mais seguro e tranquilo, é preciso começar o planejamento o quanto antes. E essa dica vale para qualquer pessoa, não importa qual seja a situação financeira atual. 

Como é possível observar, o planejamento financeiro não se faz do dia para a noite. Junto dele, é preciso manter uma série de bons hábitos e cuidar de perto do orçamento para evitar dívidas. No longo prazo, o controle das finanças gera um efeito positivo que contribui para melhores hábitos de consumo e, principalmente, maior educação financeira.

Dessa forma, você pode tirar sonhos do papel e viver em paz sabendo que o futuro da sua família está protegido. Inclusive, faz parte de um bom planejamento financeiro reservar espaço para os planos futuros, como aposentadoria, pensão etc. Lembre-se deles!

Previdência privada: um investimento vantajoso

Agora que você já conhece a importância do planejamento financeiro para todas as etapas da vida, nada melhor do que começar a colocar em prática as dicas que apresentamos neste texto. Mais do que isso, você deve encontrar soluções que se adequem ao seu perfil financeiro e da sua família, a fim de proteger os entes queridos no longo prazo.

A previdência privada, por exemplo, é um investimento vantajoso. Diferentemente da previdência social, ela não tem teto. Ou seja, você escolhe o tempo de contribuição e ainda pode fazer o saque antes do período estipulado, dependendo do seu plano.

Outro ponto importante é estar preparado para imprevistos. Assim, você consegue minimizar o impacto financeiro caso algo aconteça. Nesse sentido, o seguro de vida aparece como uma boa opção de proteção financeira para as horas difíceis, tanto em vida, como no caso de um afastamento do trabalho, quanto no momento da morte.

Por isso, incluí-lo no planejamento financeiro é uma medida interessante para quem quer melhorar a proteção financeira, familiar e patrimonial.

Quer começar o seu planejamento financeiro? Então aproveite a oportunidade para fazer uma simulação de previdência privada na Icatu Seguros. Conheça os nossos produtos e descubra como podemos contribuir para a sua segurança financeira.

Publicado por raisaboing

Jornalista especializada em SEO. Ampla experiência com redação, edição e revisão para a web. Escrevo principalmente sobre mercado financeiro, investimentos, setor imobiliário, tecnologia e educação.

Deixe seu comentário

-->