Tudo sobre seguro de vida: conheça os mitos e verdades

Por Diana Dantas

Seria ótimo sentir-se seguro na maior parte do tempo, não é mesmo? Uma alternativa para você e seus familiares serem amparados caso algo de pior aconteça é contratar um seguro de vida.

Esse tema ainda é uma grande incógnita para a maioria dos brasileiros, segundo uma pesquisa realizada pela Zurich e Universidade de Oxford, apenas 10% das mulheres e 15% dos homens consultados afirmam possuir familiaridade com o tema.

No Brasil, o seguro de vida não é visto como algo essencial pela população por causa da falta de informação sobre o assunto, por esse motivo, uma série de mitos ainda afasta as pessoas de contratar um plano e ficar assegurado.

Visto isso, vamos trazer, neste artigo, tudo sobre seguro de vida: os mitos, benefícios, como funciona, etc. Acompanhe!

Afinal, o que é seguro de vida? 

O seguro de vida, nada mais é do que, um acordo fechado com uma seguradora onde é certificado uma proteção financeira para os dependentes do segurado, caso algo aconteça a ele.

Além dessa cobertura, que é a mais conhecida, atualmente, os planos estão muito mais completos, pois não protegem somente em caso de morte (natural ou acidental), mas também em caso de sobrevivência.

Esse tipo de plano, possui características previdenciária, já que a indenização é recebida pelo segurado por ele sobreviver ao período determinado na apólice do seguro de vida, essa quantia pode ser paga de uma só vez ou mensalmente, como se fosse um salário.

12 vantagens em contratar um plano de seguro de vida  

Agora que você já sabe o que é seguro de vida confira abaixo as vantagens em contratar um plano:

1- Finanças dos dependentes protegidas 

Essa é a vantagem mais óbvia, pois é a mais conhecida pela população. Quando existem pessoas dependentes da sua renda pessoal, seja filho, esposa, marido ou até seus pais, a preocupação em manter a vida financeira estável não é só com a gente, já que isso pode afetar a todos da mesma forma.

Caso o segurado venha a falecer, a empresa responsável pela apólice pagará uma indenização aos beneficiários, que são definidos no momento da contratação do plano. Essa cobertura mantém essas pessoas bem amparadas nesse período de luto e replanejamento financeiro

2- Tranquilidade no dia a dia  

Pode ser bem estressante ficar se questionando com perguntas como: “Se algo acontecer comigo, o que será de meus entes queridos?”.

Quando se é o principal provedor da casa, questões como essa podem acabar com a calma de uma pessoa, por isso, ao contratar um seguro de vida o segurado conquista uma tranquilidade quanto a isso, pois seus beneficiários ficarão bem assistidos.

3- Cobertura para doenças graves 

Essa cobertura não é tão conhecida, mas pode ser um fator que altera totalmente o futuro de uma pessoa, afinal, ninguém está livre de ser diagnosticado com uma doença grave, por exemplo.

Quando uma doença dessa é descoberta, além da preocupação que é vivida intensamente, vem acompanhada também dos altos gastos com médicos e tratamentos, o que pode prejudicar muito o orçamento familiar.

Muitos dos planos de seguro de vida, atualmente, contam com essa cobertura que pode garantir um futuro, mesmo para quem é diagnosticado com uma doença grave, e ainda, prevenir que a pessoa se afogue em dívidas.

4- Oportunidade de resgate do valor investido

Existem ainda, planos que oferecem a possibilidade de resgatar o valor investido, como se fosse uma previdência privada. Esse benefício pode ser ótimo para realizar objetivos de curto e médio prazo.

5- Devolução do dinheiro gasto com despesas médicas-hospitalares  

Alguns planos de seguro de vida, contam ainda com o reembolso de quantias gastas com despesas médico-hospitalares, que também pode manter a sua vida financeira equilibrada caso precise ter gastos dessa espécie.

6- Cobertura de despesas farmacêuticas 

Outra vantagem que pode fazer toda a diferença, é a cobertura de despesas com remédios, pois muitas vezes os medicamentos não são tão acessíveis e isso pode abalar suas finanças.

7- Pagamento de diárias hospitalares

Ainda nesse ramo de despesas médicas, existem seguros que cobrem as diárias hospitalares, ou seja, se o segurado precisar ser internado a seguradora paga as diárias dele, garantindo que o orçamento não seja comprometido.

8- Indenização isenta do Imposto de Renda 

Esse é um benefício que chama muita atenção, pois a indenização que será recebida pelos beneficiários do plano é isenta do Imposto de Renda. Isso acontece, pois não existe incidência de IR de pessoa física sobre o capital segurado recebido em função da morte do contratante do seguro.

9- Cobertura de despesas funerárias 

Essa cobertura também é bastante conhecida, ela consiste em bancar as despesas que envolvem os serviços funerais.

10- Não entra em inventário

Uma outra vantagem é que o valor pago aos beneficiários em razão do óbito do contratante do seguro de vida ou do seguro de acidentes pessoais, não pode ser considerado herança, segundo o artigo 794 do Código Civil.

11- Assistências que ajudam no cotidiano 

Seguros de vida com essas assistências são capazes de resolver, de forma rápida e eficaz, problemas básicos do dia a dia, como por exemplo: problemas elétricos e hidráulicos.

Para saber mais sobre essa assistência clique aqui!

12- Facilita a sucessão patrimonial

O seguro de vida também pode facilitar a sucessão patrimonial, pois o valor da indenização pode cobrir todos os custos desse processo (que pode ser bem elevado), já que normalmente os herdeiros não possuem liquidez antes da separação ou venda de bens.

Os dois tipos de apólice existentes

Para saber tudo sobre seguro de vida, é importante entender os dois tipos de apólices que existem. Acompanhe:

Seguro de vida individual

Esse tipo de seguro de vida é feito sob medida para uma pessoa, considerando alguns fatores, como: idade, sexo, profissão, estado civil, etc.

Seguro de vida em grupo

Essa modalidade, é contratada por empresas, associações profissionais, clubes, sindicatos ou entidades de classe. Os favorecidos são aqueles que possuem vínculo com essas instituições.

5 Mitos sobre seguro de vida

Muitas pessoas acham que sabem tudo sobre seguro de vida, mas será que todas as informações são verdadeiras? 

Agora que você já conhece quase tudo sobre seguro de vida, que tal conferir os principais mitos sobre esse serviço? Confira abaixo:

1 – Seguro de vida é só para morte 

O seguro de vida não é só para a morte, é também para aproveitar a vida. Hoje em dia, como dito nas vantagens, os seguros de vida oferecem inúmeras coberturas que possibilitam o titular receber a indenização ainda em vida.

Isso acontece porque o seguro de vida faz parte do seguro de pessoas e esse possui muitas coberturas, além da mais conhecida que é a de morte, alguns exemplos são:

  • Invalidez por acidente;
  • Invalidez por doença;
  • Doenças graves;
  • Diária de incapacidade temporária;
  • Perda de renda por incapacidade física;
  • Desemprego involuntário;
  • Entre outras.

Seguros que oferecem cobertura para doenças graves, por exemplo, garantem o pagamento de uma indenização caso o segurado seja diagnosticado com uma das doenças previstas – câncer, infarto agudo do miocárdio, AVC, insuficiência renal terminal e transplante de órgãos. Neste caso, ele pode usar o dinheiro como desejar, como custear viagens para se tratar ou providenciar recursos que o deixem mais confortável.

2 – Seguro de Vida é caro 

Os preços do Seguro de Vida são flexíveis e adaptam-se a todos os bolsos dependendo das necessidades a serem garantidas.

Proteger a sua vida e a da sua família é bem mais acessível do que você imagina. O custo varia de acordo com a idade e com o valor a ser segurado. Com certeza, existe um seguro que se adapte ao seu orçamento mensal.

3- Só o Seguro de Vida oferecido por sua empresa pode não ser o suficiente

Algumas empresas oferecem o Seguro de Vida como um benefício aos seus funcionários. E este pode ser um dos motivos para relaxar e achar que sua vida está protegida. Mas, você já verificou o valor da indenização deste seguro?

O valor que você ou sua família irá receber cobre a sua real necessidade de proteção? Este pequeno descuido pode colocar em risco o seu futuro e o de sua família. Lembre-se também de que se você sair do emprego, provavelmente não terá mais acesso a esse Seguro de Vida.

4 – Solteiros ou sem filhos também não precisam de Seguro de Vida 

Se você é jovem ou solteiro(a) ou não tem filhos e está batalhando pela tão sonhada autonomia financeira, não precisa se preocupar com nada, certo? Mas, e se você não conseguir trabalhar por causa de um acidente ou doença? Como fará para manter o seu padrão de vida? Voltará a depender de seus pais, ou dependerá de outras pessoas?

Mesmo não tendo dependentes, o fato é que você depende de você mesmo! O Seguro de vida não é um investimento; é uma cobertura de risco que mantém os recursos que garantem a sua independência financeira.

5 – Quem tem patrimônio não precisa de seguro de vida 

Vamos supor que você seja proprietário de um imóvel e venha a falecer, seus herdeiros terão que arcar com algumas despesas enquanto esperam a liberação do inventário. Por exemplo, eles terão que contratar um advogado e pagar o imposto de transferência do imóvel.

Se você tiver um Seguro de Vida, os recursos serão liberados imediatamente aos seus herdeiros para que possam usá-los para cobrir estes custos. Tudo isto sem comprometer o patrimônio da família.

Já possuo Seguro de Vida, e agora?

Agora que você já sabe quase tudo sobre Seguro de Vida, que tal conferir o que acontece depois de assinar a apólice?

Como acioná-lo? 

Para acionar o seguro de vida é necessário contatar a seguradora com a apólice em mãos e seguir as instruções fornecidas, mas é essencial que os documentos que serão solicitados sejam entregues dentro do prazo.

Para saber a fundo como acionar os serviços, clique aqui!

Quando revê-lo?

Com o passar dos anos as nossas necessidades mudam e em vários casos, é preciso alterar a apólice do seguro de vida para que ela contemple todas os âmbitos da sua vida. Mas, como saber se está na hora de rever o meu plano?

Algumas das mudanças de vida que requerem alterações na apólice são:

  • Mudanças no estado civil;
  • Alteração do número de dependente, por exemplo, se você tiver um filho;
  • Troca de profissão;
  • Entre outros.

Para saber mais sobre quando rever o seu seguro de vida, clique aqui!

Agora que você já sabe tudo sobre seguro de vida, que tal ler também um artigo de controle financeiro?

Confira o vídeo abaixo e entenda o que é seguro de vida em apenas 3 minutos:

Publicado por Diana Dantas

Formada pela PUC-Rio, Diana Dantas passou por diferentes redações, como O Estado de S. Paulo, Agora SP (Grupo Folha) e Brasil Econômico (Grupo Ejesa). Nesse período, trabalhou nas editorias de Educação, Cidades, Cultura e Economia. Desde de 2017, escreve para Icatu sobre seguros e planejamento financeiro.

Deixe seu comentário